Teatro em Imbituba: quando teremos cultura?

Como eu já falei em minhas colunas publicadas no jornal Popular Catarinense, com mais ênfase no dia 28 de novembro de 2008, Imbituba não tem eventos culturais e não se sabe quando haverá.

Eu fico preocupado com essa questão porque vejo que se gasta dinheiro público com Festa do Camarão, Festa da Baleia Franca e outras coisas mais, sem que se valorize a cultura. Falo daquela cultura de teatro, de concursos musicais, de concursos de poesia, enfim, de tudo que faz bem para a intelectualidade, para o desenvolvimento do senso crítico, para a boa formação de uma sociedade, principalmente que atinja o público jovem.

E, ao navegar na internet, descobri que eu não sabia que havia um grupo teatral na nossa Zimba, denominado Cia. Desmontagem Cênica, criado em 2005. Em contato com o diretor do grupo, Emerson, explanou ele as grandes dificuldades para colocar o bloco na rua. Emerson Cardoso Nascimento é ator e dramaturgo, formado em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Sem patrocínio, pouco apoio do poder público, sem divulgação necessária, os artistas, a duras penas, tentam manter viva a esperança de que um dia tenhamos teatro em Imbituba.
A equipe: atriz Alessandra Santos, que já participou profissionalmente de alguns trabalhos em Florianópolis, na Cia. de Teatro Vanguarda. Entre os trabalhos mais importantes destacam-se: "Uma Sombra na Escuridão", "Paixão C." e "Mãos que Escrevem"; o ator Christian Ribeiro já participou de vários cursos, peças e um seriados na TV; os mais novos, Yara Lazarin e Maurício Martins, possuem também uma bagagem teatral significativa, adquirida em cursos e projetos educacionais realizados aqui na nossa cidade.
Possuem duas peças: "Hoje Não Tem Espetáculo!" e "(IN)UTILIDADES: do Princípio ao Fim".

O grupo já realizou na cidade algumas esquetes e 2 espetáculos com cerca de 6 apresentações cada, tendo em média 120 pessoas por apresentação (sempre casa lotada). Os ingressos normalmente são gratuitos ou é cobrado um valor de um a cinco reais* dependendo dos custos e condições de apresentação. Normalmente é um espetáculo por ano, pois o processo de montagem é longo e lento, pois o grupo prima pela qualidade em todos os detalhes.

Durante o ano de 2008 o grupo realizou trabalhos relacionados a animação de eventos e participou de atividades educativas na área teatral. Foi um ano principalmente de estudos e aperfeiçoamento profissional. Um novo espetáculo vem sendo estudado para ser apresentado ainda no ano de 2009.

Todo o trabalho da Cia. Teatral Desmontagem Cênica é desenvolvido e mantido apenas pelos próprios integrantes do grupo. O grupo ainda não é registrado. Quando é cobrada a entrada, o dinheiro vai para pagar as despesas decorridas do processo de montagem e apresentação.

Para o pleno desenvolvimento e consolidação da Cia. Desmontagem são necessários uma sala fixa para ensaios e organização do material do grupo. Precisam, urgentemente, de uma mesa de luz (para iluminação de cenário). "Um grupo teatral", destaca Emerson, "apesar de pequeno como o nosso, possui muitas despesas para a montagem e circulação de um espetáculo, que vai desde um tecido ou maquiagem até o aluguel de um equipamento de luz e pagamento de direitos autorais de textos e músicas (SBAT e ECAD). Acrescenta-se a isso, alimentação, transporte e muito tempo disponível.
Emerson também enfatiza que "o grupo precisa do apoio de empresários, lojistas, entidades públicas e privadas para a sua manutenção. Este apoio pode ser na forma de ceder espaços para apresentação, transporte, equipamentos de luz e som, adereços de cena e cenário, alimentação, divulgação etc. O teatro é uma arte complexa que engloba diversos profissionais, de contra-regras a atores, cenógrafos, carpinteiros, engenheiros, eletricista, motoristas, operadores de som, luz, seguranças e uma infinidade de outros detalhes. Tudo precisa estar devidamente bem estruturado para que além da segurança dos espectadores e atores o espetáculo possa sair como o esperado."
Emerson disse que "até o momento o grupo ainda não saiu às ruas para pedir o apoio e incentivo diretamente a quem nos pode ajudar, pois, primeiramente, o grupo quer mostrar a seriedade com que realiza suas produções. Após quase quatro anos, concluímos que é chegada a hora de pedirmos mais uma vez o incentivo de quem acredita na ideia de que teatro em Imbituba é possível sim!
Vou dar uma sugestão à Secretaria Municipal de Educação: assim como há o JEIMB, por que não realizar, todo ano, a semana do teatro, envolvendo as escolas?

14 comentários:

  1. Bruno Florianópolisfevereiro 07, 2009

    Caro Editor, sou de Florianópolis e sou um apaixonado pelo teatro, de férias em Imbituba tive o prazer de assistir a um dos trabalhos realizafdos e me tornar amigo dos integrantes da Cia desmontagem, fazendo com que voltasse a cidade apra assistir aos demais trabalhos e sei da dificuldade que os mesmos tem para levar seu trabalho a sociedade Imbitubense. Já assisti muitos espetaculos em Florianópolis e posso dizer que o trabalho feito em Imbituba pode ser apresentado em qualquer local desse país, pois é algo de qualidade e de muito profissionalismo.
    Parabenizo mais uma vez pela matéria e conto com seu apoio para que possamos provar que teatro em Imbituba é possivel sim.

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente, agradeço pela sua participação, pois é isso que alimenta o blog. E espero contar com sua presença mais vezes por aqui.
    Quanto ao teatro em Imbituba, acredito que é possível sim, faltando apenas empenho do poder público.

    ResponderExcluir
  3. Lucas [Florianópolis]fevereiro 09, 2009

    Olá, assim como o Bruno, também sou de Florianópolis e já assisti a uma das peças da Cia. de Desmontagem, que inclusive fora o "Hoje não tem espetáculo"! Posso garantir que o profissionalismo realmente é muito grande, e a dedicação de cada um dos integrantes do grupo é enorme! pois não medem esforços para realizar um bom trabalho, mesmo com todas as dificuldades o grupo vai em busca de objetivos! e o trabalho de cada um não é somente no palco mas também na própria produção das peças! Ora, é preciso divulgação, incentivo e muito apoio para que o grupo cresça e possa tentar dar início realmente uma cultura maior para a cidade. Parabéns pela matéria publicada no Blog e com toda certeza já é mais um passo inicial essa sua divulgação! é realmente preciso provar que teatro em Imbituba é possível!

    ResponderExcluir
  4. É realmente aterrorizante a confusão que algumas autoridades públicas fazem com cultura e festas regionais. Minha cidade realiza todo ano uma festa enorme, mas o que tem de cultural em trazer "as bandas do momento" e fazer uma festa onde o principal objetivo são "bebedeiras e pegação".

    Participo de um grupo de teatro, e apesar de nos considerarmos um grupo amador, posso dizer que se estamos hoje indo adiante é só por muita força de vontade e por a iniciativa privada ainda nos dar alguma atenção.

    ResponderExcluir
  5. Lucas, mais que divulgação, precisamos ser mais participativos com as coisas políticas da cidade. Só assim poderemos obter mais recursos para coisas importantes, como a cultura. Este blog é pra isso.

    Teilor, tenho conhecimento, porque moro aqui, que muito dinheiro público já foi gasto nas duas principais festas citadas no post. Dinheiro de todas as esferas governamentais, e que já rendeu até um processo na Justiça Federal. E posso afirmar que a boa parte da população não quer saber disso, mas sim da festa. Esse é o nosso povo.

    Obrigado pela participação de vocês.

    ResponderExcluir
  6. Cultura....Teatro.....participar desse tipo de coisa pode fazer o Povo pensar, refletir, analisar, discutir por que um Assessor do Prefeito pode ganhar até R$ 1.200 de gratificação e um Diretor de Escola no máximo R$ 600? Xiii, investir em Cultura não é bom. Como diz um amigo meu: "deixa quieto".

    ResponderExcluir
  7. Byte, considero duas situações: a primeira é que cultura realmente faz o povo pensar; a segunda é que não sei se muita gente quer ter esse trabalho de pensar.
    Com referência às gratificações, é exatamente isso, só que a gratificação do assessor é para cargo comissionado (só recebe isso), enquanto o do diretor de escola é exercido somente por funcionário de carreira, portanto, recebe, além de seus vencimentos, mais R$ 600,00 (Função de Representação). Também acho pouco, tratando-se de educação. Entretanto - ironizando-, educação é uma coisa que não é muito importante no Brasil.

    ResponderExcluir
  8. Caro Pena Digital,
    Ouso discordar no tocante às gratificações, porquanto basta verificar na legislação que o Assessor recebe um valor fixo e a gratificação (plus).

    ResponderExcluir
  9. Os Desmontagem ficam feliz pela matéria. Esse tipo de discussão é muito importante. Obrigado pelo incentivo. Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Revisando uns estudos meus, encontrei um trecho de um trabalho meu que muito tem haver com as questões aqui abordadas. Como o teatro não faz parte da vida da maioria das pessoas aqui em Imbituba, isso precisa ser construído. É fundamental despertar o seu interesse. Nesse sentido, é importante ampliar esse “olhar que se cristalizou” ao longo da sua formação. A iniciativa de ir ao teatro, fazer, discutir, ver ou ler peças, são atividades que podem ser incentivadas através de uma boa educação e da inciativa pessoal e de outros orgãos. Sobre as práticas teatrais no contexto da formação de espectadores, o crítico Flávio Desgranges comenta:
    "Ir ao teatro ou gostar de teatro, também se aprende. E ninguém gosta de algo sem conhecê-lo. De que maneira se pode considerar relevante, e até mesmo imprescindível, aquilo que não conhecemos em todas as suas possibilidades? O apreço está diretamente ligado ao grau de intimidade e, apenas entrando em contato com o teatro, seus meandros, técnicas e história, o espectador pode reconhecer nele importante espaço de debate das nossas questões e, principalmente, perceber o quão prazerosa e gratificante pode ser essa ação." Para a consolidação da nossa Cia. não basta apenas apresentarmos peças em nossa cidade, é preciso o envolvimento efetivo de toda a sociedade... e isso só pra começo de conversa!

    ResponderExcluir
  11. Byte, favor indicar-me a lei referida ou, se possível, remeter o texto específico sobre o assunto da assessoria. Obrigado mais uma vez por participar.

    ResponderExcluir
  12. Meco, é isso aí mesmo: é raro alguém proteger ou apoiar aquilo que não conhece.

    ResponderExcluir
  13. fiz uma oficina com eles aqui em laguna e gostei muito! queria ver uma peça deles! sorte ai...

    ResponderExcluir
  14. Procurando por informações sobre o grupo encontrei essa materia... muito legal o trabalho do grupo... assisti uma palestra sobre teatro e sociedade no festival de teatro com o grupo através da universidade udesc e achei de muita coragem a iniciativa deles... parabens a todos de imbituba... flw

    ResponderExcluir

Seu comentário não será exibido imediatamente.

Para você enviar um comentário é necessário ter uma conta do Google.
Ex.: escreva seu comentário, escolha "Conta do Google" e clique em "postar comentário".

Caso você deseje saber se seu comentário foi respondido ou se outros leitores fizeram comentários no mesmo artigo, você poderá receber notificação por email. Para tanto, você deverá estar logado em sua conta e clicar em Inscrever-se por email, logo abaixo da caixa de comentários.

Eu me reservo ao direito de não aceitar ou de excluir parte de comentários que sejam ofensivos, discriminatórios ou cujos teores sejam suspeitos de não apresentar veracidade, ainda que o autor se identifique.

Comentários que não tenham qualquer relação com a postagem não serão publicados.

O comentarista não poderá deletar seu comentário publicado sem que haja justificativa relevante. Caso proceda assim, republicarei o teor deletado.


As regras para comentar neste blog poderão ser alteradas a critério do editor, o qual também poderá deletar qualquer comentário publicado, mediante justificativa relevante, sem prévio comunicado aos leitores/comentaristas.

Você assumirá a responsabilidade pelo teor de seu comentário.
Este espaço é livre e democrático, mas exerça sua liberdade com responsabilidade e bom senso!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2012 Pena Digital.