Imagem da semana: a nova sede da Prefeitura de Imbituba

Depois de muito dinheiro gasto com aluguéis de salas e prédios por várias administrações, o novo prédio da Prefeitura de Imbituba será mesmo uma obra importante para o município.

No mesmo lugar, à exceção das secretarias de saúde e de infraestrutura, funcionarão todos os demais órgãos do Poder Executivo, facilitando a vida dos cidadãos.

A ordem de serviço foi assinada no dia 29 de março e a vencedora da licitação e responsável pela execução do projeto, a Construtora Formigoni, terá um ano para a conclusão da obra.

Abaixo, parte da notícia divulgada pelo site oficial da Prefeitura de Imbituba:
(...) O edifício será construído, em um primeiro momento, com área de cerca de 3 mil metros quadrados distribuídos em três pavimentos, e terá um investimento de mais de R$ 3 milhões. No projeto original já está prevista e programada uma ampliação de 4.336,81 m², distribuídos em sete andares, centralizando todos os serviços oferecidos pela administração, inclusive alguns de utilidade pública. (...)

(O prefeito) Falou também sobre a possibilidade de reforma da antiga ICC: “não faz sentido reformar um local que teremos que devolver em 2015 sendo que sairia mais caro do que a construção de um novo prédio. Aquela estrutura foi um verdadeiro elefante branco deixado em nossas mãos e que não dá a mínima condição de trabalho para nossos servidores”, acrescenta. (...)

No ato de assinatura, estava presente também o comandante da Polícia Militar, Major Evaldo Hofmann; os vereadores Dorlin Nunes, Rui Rodrigues, Elísio Sgrott e o presidente da Câmara Rogberto de Farias Pires; o comandante do Corpo de Bombeiros, Capitão Sandro Martins; Gean Fermino, controlador geral; a secretária da Sedesth, Valéria Correa Rodrigues; o secretário da SDR/Sul, Amilton Gonçalves; Clésio Costa, secretário de turismo; secretário de administração, Daniel Vinício Arantes; Cadir Cargnin, secretário de infraestrutura; Jaison Cardoso, secretário de desenvolvimento urbano e ambiental; Ivan Notório, secretário da SDR/Norte; Adilson Silvestre, presidente da Acim; Custódio Juvenal Pacheco, presidente da CDL; Evaldo de Souza, secretário de agricultura; e Marcelo e Saulo, representando a Construtora Formigoni."


A nova sede será edificada entre a Câmara de Vereadores, o Fórum de Justiça da Comarca, ...


 ...a Vara do Trabalho e a Delegacia de Polícia Civil, formando o centro administrativo do município.


Desenho da nova sede do Poder Executivo

Sou obrigado a fazer uma observação quanto a essa divulgação da assessoria de imprensa. Observem, leitores, que a ordem de precedência das autoridades está totalmente equivocada. Considero isso uma falha grave, pois trata-se de uma publicação oficial e a formalidade deve ser respeitada dentro da administração pública. O secretário da SDR, por exemplo, que tem status de secretário de Estado foi incluído no meio do rol, quando deveria ser o primeiro da lista.

Atualização em 18/04/11

Quando visualizei a relação de pessoas que participaram do ato de assinatura da ordem de serviço, e percebi já de início o erro grave cometido na disposição de precedência dos nomes das autoridades, enxerguei a sigla SDR como sendo a Secretaria Regional de Desenvolvimento de Laguna. Enganei-me de forma absurda! As SDRs - que eu tinha visto apenas uma - eram as do município, que mesmo assim seus titulares deveriam estar relacionados à frente de outras autoridades do rol.
Graças à leitora "Neide", que me enviou um email alertando o fato, devo pedir desculpas pelo erro cometido. Terei de ser mais diligente nos próximos artigos, mas nunca deixarei de reconhecer os meus erros.
Posso até justificar que o artigo foi escrito na correria, para postá-lo ainda no domingo, que é o dia do post "Imagem da semana". Mas isso não serve como desculpa!

(A última foto foi extraída do site da Prefeitura do Município de Imbituba)

6 comentários:

  1. Pena,

    uma vez mais, parabéns pela matéria!
    Permito-me indagar:
    1) A empresa Formigoni que ganhou a licitação para a construção da nova Prefeitura de Imbituba, por acaso não é a mesma que ganhou a licitação feita pelo Vereador Jailson para a construção da atual câmara de Vereadores?
    2) Me parece que foi mencionado que numa primeira etapa, o preço com a construção da nova Prefeitura será de 3.000.000 R$ (três milhões) de reais, mas que poderá ter de um valor maior, ainda indefinido.
    Não seria possível termos o preço final de uma licitação já? agora?
    E não seria possível termos uma Prefeitura mais simples com menor custo aos cofre públicos municipais, e com a diferença desta economia, ajudarmos as familias carentes com algumas cadeiras de rodas, remédios e algumas cestas básicas a mais?
    Tem muita gente que precisa de ajuda na nossa cidade, e ninguém come pedras e cimento!

    ResponderExcluir
  2. Nó no Nóabril 18, 2011

    Eis o problema de Imbituba, sem grandes investimentos na educação, porque professor ganha o suficiente para comer, não para se atualizar, na saúde, com a falta de remédios, consultas com médicos especialistas, exames mais complexo, na secretária de obras, porque as ruas so tem buracos, pois as ruas da cidade são de lajotas ou asfalto, revestidas de buracos. Mas quando se fala em construir prédios, ai o dinheiro aparece, a grana é alta, como a reforma do Posto da Nova Brasilia, orçada em R$ 300.000,00, a reforama da Escola do Campestre, quase R$ 1.000.000,00, a obra da Prefeitura com 3.000.000,00, a Estátua da Santa Paulina (não falaram mais nela, tá esquecida. ela precisa fazer outro milagre) orçada em mais de R$ 2.000.000,00, e por ai vai. Acho que o dinheiro para obra pública deve desvalorizar muito, porque toda obra pública custa uma fortuna. Tem até associação de moradores que ganhou de subvenção estadual a bagatela de R$ 650.000,00, para fazer sua sede. Graças a Deus que sou brasileiro e não desisto nunca. Mesmo me fazendo de palhaço. Como gostaria de ser o Tiririca.

    ResponderExcluir
  3. Pena e Nó no Nó

    Pena: eu gostaria de te perguntar: A prefeitura de Imbituba, até onde eu sei, não pagava aluguéis, já que o imóvel pertencia ao Município! Porque vendê-lo? Porque gastar com a construção de uma nova Prefeitura milionária ao invés de reformar a atual Prefeitura, e com a economia feita ajudar os nossos imbitubenses a terem menos sofrimentos?


    Mais uma coisa: Parece que a venda da Prefeitura foi parcelada para os compradores?? em quantas vezes?? e quais os valores destas parcelas??
    Afinal temos que saber deste detalhes por tratar-se de um assunto público e não privado!!

    E para terminar, parece que no lugar da Prefeitura e do "estacionamento" atrás da Prefeitura vai ser construído um shopping ou algo similar? Quem são TODOS os compradores desta área?



    Nó no Nó,
    as pessoas em Imbituba comentam muitas coisas e dentre outras, sobre a atual administração municipal, e como dizem, onde há fumaça, há fogo!
    Está na hora de TODOS saberem mais sobre estas fumaças!
    2012 está aí e é a nossa chance de ver quais as novidades que estão chegando em Imbituba e podermos ter a opção de mudanças.

    ResponderExcluir
  4. Paulo, com referência a seu primeiro comentário, leia o artigo escrito por César de Oliveira, intitulado "Licitações e Corrupção" http://migre.me/4hr2m

    Nó no nó, sobre o novo prédio, se seria melhor ou não ampliar o antigo em vez de fazer um novo, como mencionou o Paulo, não tenho informações tecnico-financeiras para emitir uma opinião a respeito, mas certo que é que passou da hora de estancar o sangramento dos cofres públicos com aluguéis.
    Quanto ao monumento à santa, não está esquecida. No sábado, o prefeito ainda falou sobre isso em uma rádio local. Se vai sair do papel, não sei. Esperemos que não. Não com tanto dinheiro público.

    ResponderExcluir
  5. Pena,

    obrigado por mencionar o art. do César, apenas lamento que certas palavras dele são "leves" demais, e que, quem possui provas concretas sobre certas "sujeiras", não tem a coragem de denunciar: (Pois então não vá sózinho, tire cópias, distribua entre amigos corretos e justos e DENUNCIE!

    ResponderExcluir
  6. Estácio, seu comentário foi postado no artigo "Os entraves na construção do monumento Santa Paulina", pois tinha relação com ele. Acesse o link http://migre.me/4iosz.

    ResponderExcluir

Seu comentário não será exibido imediatamente.

Para você enviar um comentário é necessário ter uma conta do Google.
Ex.: escreva seu comentário, escolha "Conta do Google" e clique em "postar comentário".

Caso você deseje saber se seu comentário foi respondido ou se outros leitores fizeram comentários no mesmo artigo, você poderá receber notificação por email. Para tanto, você deverá estar logado em sua conta e clicar em Inscrever-se por email, logo abaixo da caixa de comentários.

Eu me reservo ao direito de não aceitar ou de excluir parte de comentários que sejam ofensivos, discriminatórios ou cujos teores sejam suspeitos de não apresentar veracidade, ainda que o autor se identifique.

Comentários que não tenham qualquer relação com a postagem não serão publicados.

O comentarista não poderá deletar seu comentário publicado sem que haja justificativa relevante. Caso proceda assim, republicarei o teor deletado.


As regras para comentar neste blog poderão ser alteradas a critério do editor, o qual também poderá deletar qualquer comentário publicado, mediante justificativa relevante, sem prévio comunicado aos leitores/comentaristas.

Você assumirá a responsabilidade pelo teor de seu comentário.
Este espaço é livre e democrático, mas exerça sua liberdade com responsabilidade e bom senso!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2012 Pena Digital.