A lama que cobriu o Brasil

*Por Roberto Motta

Quando você duvidar do poder das ideias de mudar o mundo, olhe essa foto. Ela foi tirada ontem, e mostra a lama de Mariana chegando ao mar.

É a lama dos últimos 12 anos, uma mistura tóxica de metais pesados, corrupção, nepotismo e populismo.

Essa lama é fruto de uma ideia: a de que o Estado foi feito para servir a um pequeno grupo no poder, e tudo o mais que se dane.

Roberto Motta
Segundo essa ideia, agências reguladoras não foram feitas para regular nada. Elas servem para dar
cargos aos amigos, criar dificuldades para os inimigos e vender facilidades a quem puder pagar - e assim fazer caixa para a próxima eleição.

Segundo essa ideia, "sustentabilidade" é uma palavra bonitinha, que deve ser sempre mencionada porque gera votos, mas que não pode atrapalhar os lucrativos negócios da máquina estatal e nem envergonhar os aliados políticos.

Para combater essa lama e evitar que ela polua nossos mares para sempre, adote uma outra ideia: a de que precisamos mudar nossa cultura e nossas instituições.

Leia também: Não esqueça de Mariana! Não esqueça de nossos problemas!

Cada um de nós é responsável por ensinar aos nossos filhos e às próximas gerações os verdadeiros valores: respeito à lei, responsabilidade por seus atos, a importância do aprendizado permanente.

A renovação do país começa por uma nova constituição e pela reformulação, a partir do zero, das nossas instituições principais, incluindo o pacto federativo, congresso, justiça, ministério público, polícia e muitas outras.

Essa é a tarefa mais difícil. Precisamos fazer a cabeça dos juízes, promotores e Ministros do STJ, do TSE e do STF que irão tomar posse em 2045. Eles hoje ainda estão nas escolas secundárias e nas faculdades de direito. É lá que precisamos atuar.

Essa é tarefa para todos nós: confrontar diariamente os doutrinadores disfarçados de professores, e evitar que envenenem a mente de nossos futuros homens públicos.

Não podemos assistir passivos à dieta de lixo que está sendo servida aos nossos filhos.

É esse lixo - glorificação do Estado, vitimização do cidadão, demonização do capitalismo e do empreendedorismo e glamourização da ignorância - que está na base da lama de Mariana.

É esse lixo que envenena peixes e homens.

E isso tem que acabar agora.

(*Roberto Motta é engenheiro, escritor, empresário e professor. Seus interesses são política, literatura, tecnologia, economia e tudo relacionado com o mar. O presente artigo foi publicado originalmente no dia 23/11/15)

Nenhum comentário:

Seu comentário não será exibido imediatamente.

Para você enviar um comentário é necessário ter uma conta do Google.
Ex.: escreva seu comentário, escolha "Conta do Google" e clique em "postar comentário".

Caso você deseje saber se seu comentário foi respondido ou se outros leitores fizeram comentários no mesmo artigo, você poderá receber notificação por email. Para tanto, você deverá estar logado em sua conta e clicar em Inscrever-se por email, logo abaixo da caixa de comentários.

Eu me reservo ao direito de não aceitar ou de excluir parte de comentários que sejam ofensivos, discriminatórios ou cujos teores sejam suspeitos de não apresentar veracidade, ainda que o autor se identifique.

Comentários que não tenham qualquer relação com a postagem não serão publicados.

O comentarista não poderá deletar seu comentário publicado sem que haja justificativa relevante. Caso proceda assim, republicarei o teor deletado.


As regras para comentar neste blog poderão ser alteradas a critério do editor, o qual também poderá deletar qualquer comentário publicado, mediante justificativa relevante, sem prévio comunicado aos leitores/comentaristas.

Você assumirá a responsabilidade pelo teor de seu comentário.
Este espaço é livre e democrático, mas exerça sua liberdade com responsabilidade e bom senso!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2012 Pena Digital.