Um governo ruim nas áreas prioritárias, mas aprova tudo na ALESC

Segurança e saúde em situação crítica em Santa Catarina. Duas áreas de responsabilidade direta do governo do estado. Eleito com mais de 50% dos votos, governador Colombo perde o controle da administração e das finanças e deixa a população em risco. Sua sorte é que possui esmagadora maioria na Assembleia Legislativa-ALESC e aprova tudo o que quer, inclusive leis inconstitucionais.

Em novembro, três medidas provisórias na área da segurança foram aprovadas na Assembleia. As matérias tratadas nelas deveriam ter sido apresentadas através de projetos de lei complementar. A batalha judicial contra o governo para anular o que foi aprovado já começou.

Nesta semana, os deputados estaduais aprovaram alteração das alíquotas previdenciárias descontadas dos servidores públicos, que conforme advertências das associações do Judiciário e do Ministério Público, a alteração é inconstitucional.
Os deputados estaduais catarinenses não observam a legislação constitucional. Mas se você descumprir a lei, cidadão, poderá ser preso!

Imagem divulgada pelo sindicato dos trabalhadores em estabelecimentos de
saúde  pública estadual e privado de Florianópolis

Na primeira campanha eleitoral, em 2010, Colombo prometeu "construir uma policlínica especializada a cada 100 mil habitantes, como os exemplos de Florianópolis e São Paulo". Passados cinco anos, apenas uma policlínica está sendo construída em Araranguá, e o governo desistiu de construir qualquer outra.
Para ler as várias promessas do governador, clique aqui.

Em 2015, o governo abriu mão de 25% da arrecadação para incentivos fiscais. Ou seja, quase R$ 5 bilhões de reais deixaram de entrar nos cofres do estado. Enquanto isso, os gastos com folha de pagamento estão no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que impede que o governo contrate mais policiais, deixando a segurança pública num caos, e não invista na infraestrutura da saúde pública e nem repasse aos municípios o que é de sua competência nessa área. 

Nenhum comentário:

Seu comentário não será exibido imediatamente.

Para você enviar um comentário é necessário ter uma conta do Google.
Ex.: escreva seu comentário, escolha "Conta do Google" e clique em "postar comentário".

Caso você deseje saber se seu comentário foi respondido ou se outros leitores fizeram comentários no mesmo artigo, você poderá receber notificação por email. Para tanto, você deverá estar logado em sua conta e clicar em Inscrever-se por email, logo abaixo da caixa de comentários.

Eu me reservo ao direito de não aceitar ou de excluir parte de comentários que sejam ofensivos, discriminatórios ou cujos teores sejam suspeitos de não apresentar veracidade, ainda que o autor se identifique.

Comentários que não tenham qualquer relação com a postagem não serão publicados.

O comentarista não poderá deletar seu comentário publicado sem que haja justificativa relevante. Caso proceda assim, republicarei o teor deletado.


As regras para comentar neste blog poderão ser alteradas a critério do editor, o qual também poderá deletar qualquer comentário publicado, mediante justificativa relevante, sem prévio comunicado aos leitores/comentaristas.

Você assumirá a responsabilidade pelo teor de seu comentário.
Este espaço é livre e democrático, mas exerça sua liberdade com responsabilidade e bom senso!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2012 Pena Digital.